segunda-feira, julho 28, 2008

ONU critica França por sobrelotação de prisões

No SOL: "O Conselho de Direitos Humanos da ONU criticou hoje a França por uma série de práticas de privação de liberdade e tratamento de cidadãos estrangeiros, denunciando especialmente a «custódia indefinida por motivos de segurança» e a «sobrelotação das prisões». Num texto dirigido a Paris a propósito da aplicação do Pacto Internacional sobre os Direitos Civis e Políticos, o organismo da ONU, com sede em Genebra, Suíça, instou a França a «reexaminar» a lei de 21 de Fevereiro de 2008 referente ao prolongamento indefinido da custódia por motivos de segurança, segundo a agência de notícias francesa AFP." [notícia completa]

1 comentário:

justa.helenaadvogados disse...

A França parece que esqueceu o que ensinou ao mundo. A Revolução Francesa, marco que mudou o caminho da humanidade, parece ter se perdido no tempo e na memória dos franceses. Os Direito humanos aparentam "dormir " diante das obsoletas leis francesas.
Não se concebe, nem se aceita que um ser humano permaneça em cárcere, por mais de um ano, convivendo com outros indivíduos realmente perigossos, sem nem sequer ter sido julgado.
Não há o reconhecimento do réu primári. Não se pensa no retorno desse ser ao seio da sociedade. NÃO HÁ PERDÃO para pequenos deslizes.
Por isso essa superlotação nos presídios. Le pontet é um exmplo disso! A lei francesa quer punir, não quer consertar.
Assim como, não é se matando o paciente que se erradica a doença, não é matando o preso que se acaba com o crime.

É preciso que realmente se comente esse abuso, acredito que a imprensa muito possa fazer.