terça-feira, setembro 16, 2008

Bósnia: Ex-general muçulmano condenado a três anos

No JN: "O Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia condenou o antigo chefe do Estado-Maior do Exército dos muçulmanos da Bósnia a três anos de prisão por tratamento cruel cometido sobre sérvios da Bósnia em 1995. A condenação de Rasim Delic, de 59 anos, não foi mais pesada porque os juízes consideraram o réu "inocente" de três das acusações. No julgamento, a acusação tinha pedido uma pena de 15 anos de prisão contra o general, um dos poucos muçulmanos formalmente acusados de crimes de guerra." [notícia completa]

1 comentário:

Cristina Soares disse...

Boa noite. Acho que a Amnistia desempenha um importante papel no que que respeita a defesa dos Direitos do Homem...

Há já uns tempos que pretendo ser voluntária. Pensava que em Viana do Castelo não existia nenhum núcleo. Então estava a pensar (juntamente com mais 3 colegas) criar um grupo na nossa cidade, no âmbito da disciplina de Área de Projecto, tentando atrair estudantes da escola para colaborarem a favor da Amnistia.

Ao que hoje, reparei que, efectivamente, existia um grupo local em Viana do Castelo. Gostaria que me dissesse como funciona o grupo local, se necessitam de mais voluntários, aquilo que fazem, etc.

Agradecia uma resposta. Muito obrigada e continuação de um bom trabalho.

(crisoaresd@hotmail.com)