sábado, novembro 28, 2009

Austrália: A política discriminatória patrocinada pelo Governo deve acabar

O Governo Australiano tem sido incapaz de resolver problemas como as terríveis condições de vida, a perda de poder e a discriminação que os indígenas enfrentam há décadas no país. Contudo o Governo de Rudd não deve perder a oportunidade de corrigir os erros do passado, alertou Irene Khan, Secretária Geral da Amnistia Internacional durante a sua visita à Austrália. Em consequência de mais um erro, ainda hoje cerca de 45.000 aborígenes são alvo de discriminação racial por parte do Estado, incluindo ao nível dos pagamentos da segurança social que resultaram da Resposta de Emergência ao Território do Norte (RETN) activada pelo Governo. [mais informação]

1 comentário:

Artur Guerra - O BLOGUE disse...

É o novo colonialismo, o do esquecimento! Esquecimento pela quase totalidade da população europeia que, no final do século XIX deu-se a chamada 2.º vaga de colonização europeia.

No presente,e,em meu entender vivevos a 3.ª fase colonialista. E este colonialismo é ainda pior... sim, porque as gerações seguiram umas às outras, e nunca ninguém informou, principalmente os jovens adolescentes brancos, australianos ou sul africanos que naquela terra, a terra onde nasceram, à cerca de 200 anos os meninos não nasciam brancos!